Como aumentar a serotonina naturalmente
8 de junho de 2022
Frutas e legumes são menos nutritivos do que costumavam ser
13 de junho de 2022

Um novo estudo de revisão analisou 10 outras pesquisas para compreender o efeito da musculação no risco de morte.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A conclusão foi a de que qualquer quantidade de treino já ajuda a reduzir o risco de mortalidade por todas as causas em 15%, por câncer em 14% e por doença cardiovascular em 19%.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
No caso de um treino bem elaborado, a redução por todas as causas foi capaz de chegar em até 27%!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Isso corrobora com um estudo de 2004 da universidade da Califórnia (UCLA), que mostrou que quanto maior sua massa muscular menos riscos metabólicos de gerar doenças você tem, ou seja, menor o risco de morte.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quer ainda mais razões para fazer musculação? Ela ainda ajuda a diminuir a insulina, colabora com a perda de gordura, favoreve o aumento dos músculos, ajuda a fortalecer os ossos e, como bem vimos, aumenta a longevidade!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Sim, musculação também colabora com a questão estética, mas ela vai muito além disso. Ela favorece a saúde e a qualidade de vida.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Você pratica musculação? Há quanto tempo?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Referência: Resistance Training and Mortality Risk: A Systematic Review and Meta-Analysis, Shailendra et al. 2022.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Muscle Mass Index As a Predictor of Longevity in Older Adults. Preethi Srikanthan, MD, MS, Arun S. Karlamangla, MD, PhD. Published Online: February 18, 2014

WhatsApp chat