Alimentos que podem prender o intestino
17 de novembro de 2020
O que comer para quebrar o jejum?
20 de novembro de 2020

Frutas low carb

Se você tem o costume de tentar desvendar se esse ou aquele alimento é “low carb”, tenho algo a lhe dizer: NÃO EXISTE “comida” low carb. Não é isso.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Low Carb consiste no contexto de sua alimentação diária. Inclusive, certa vez, falei aqui com vocês sobre isso, dando o exemplo da banana que, por si só, em termos de índice glicêmico, “não é low”, afinal, tem bastante carbo (no caso a frutose, um açúcar simples presente nas frutas).
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Agora, imagine que você comeu proteínas, vegetais, legumes e, ao final do dia, resolve ingerir uma banana. Então, você se pergunta: “Será que sai da Low Carb?” A resposta é: você ainda está em LC! Porém, se no decorrer do dia, você consumiu arroz, batata, macarrão (alimentos com alto índice glicêmico – IG) e come a banana… você “saiu” do contexto de Low Carb. Percebem!?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Com as demais frutas, de modo geral, o contexto é o mesmo! Além disso, muitas vezes , quando falamos em low carb, há uma descontextualização do conceito desse estilo alimentar que leva ao que chamo de “carbofobia” – um exagerado “medo” dos carbos. Atenção: low carb não é “no” carb!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Não é o carbo que faz mal, mas sim o tipo e a quantidade! Aliás, quando se trata de alimentação, temos de pensar na individualidade, objetivos, ambiente, genética, comportamento, epigenética…low carb é uma estratégia/ferramenta, assim como jejum intermitente, etc. Não há isso de “certo ou errado” como uma verdade absoluta. Comer muito carbo, comer até carbo de alto índice glicêmico pode não ser errado, dependendo de quem, para quem e qual o objetivo! Mas, agora, se você dar preferência aos alimentos de baixa carga glicêmica dentro do contexto low carb, quando se tratar de frutas, prefira, então: morango, kiwi, coco, goiaba, abacate e pêssego, por exemplo.

WhatsApp chat